16.6.08

SANTO ANDRÉ




Começaram no passado Sábado as festas em honra de S. André, o padroeiro desta freguesia, do concelho do Barreiro. Quem por aqui passa, logo dá por isso pois o arraial está no largo, junto Á E.S.S.A, na estrada principal.
Não vou falar do programa das festas, mas do Santo que nela se festeja.

Santo André o pescador de homens.


Pescador em Cafarnaum, foi o primeiro a receber de Cristo o título de Pescador de Homens e tornou-se o primeiro a recrutar novos discípulos para o Mestre. Filho de Jonas tornou-se discípulo do João Batista, cujo testemunho o levou juntamente com João Evangelista a seguirem Jesus e convencer seu irmão mais velho, Simão Pedro a seguí-los. Desde aquele momento os dois irmãos tornaram-se discípulos de Cristo e deixaram tudo para seguir a Jesus.

Segundo as Escrituras esteve sempre próximo ao Cristo durante sua vida pública. Estava presente na Última Ceia, viu o Senhor Ressuscitado, testemunhou a Ascensão, recebeu graças e dons no primeiro Pentecostes e ajudou, entre grandes ameaças e perseguições, a estabelecer a Fé na Palestina, passando provavelmente por Cítia, Épiro, Acaia e Hélade. Para Nicéforo ele pregou na Capadócia, Galácia e Bitínia, e esteve em Bizâncio, onde determinou a fundação da Igreja local e apontou São Eustáquio como primeiro bispo.
Finalmente esteve na Trácia, Macedônia, Tessália e Acaia. Na Grécia, segundo a tradição foi crucificado em Patros da Acaia, cidade na qual havia sido eleito bispo, durante o reinado de Trajano, por ordem do procônsul romano Egéias. Atado, não pregado, a uma cruz em forma de X, que ficou conhecida como a cruz de Santo André, ainda que a evidência disso não seja anterior ao século catorze. Suas relíquias foram transferidas de Patros para Constantinopla (356) e depositadas na igreja dos Apóstolos (357), tornando-se padroeiro desta cidade.
Quando Constantinopla foi tomada pelos franceses no início do século treze, o Cardeal Pedro de Cápua trouxe as relíquias à Itália e as colocou na catedral de Amalfi. Anos mais tarde, seus restos mortais foram levados para Escócia, mas o navio que os transportava naufragou em uma baía que assim foi denominado a Baía de Santo André. É honrado como padroeiro da Rússia e Escócia e no calendário católico é comemorado no dia 30 de novembro, data de seu martírio.


A vila de Santo André



A actual Freguesia de Santo André, no Concelho do Barreiro, tem origens históricas que remontam ao lugar da Telha, referenciado em documentos do séc. XVI do mosteiro de São Vicente de Fora.

No séc. XIV e XV, o lugar da Telha constituía uma zona predominantemente rural, tendo sido objecto de emprazamentos feitos pelo convento da Graça de Lisboa a diversos foreiros.

Nos finais do séc. XV começa a surgir um agregado populacional, que se desenvolve no século seguinte, acompanhado do seu respectivo aumento demográfico.

Caldeira, no séc. XIX veio constituir novo factor de desenvolvimento populacional da Telha. A acessibilidade fluvial da zona foi determinante para a instalação desta unidade industrial.

O pólo de desenvolvimento emergente do Estaleiro Naval alastra a toda a zona ribeirinha do actual Concelho do Barreiro dando origem à fixação de profissionais ligados à construção Naval nas suas diversas artes.

Aqui se constituíram as Naus que demandaram até às Canárias na descoberta do caminho marítimo para a Índia, que foram baptizadas na Igreja de santo André, na Telha.

No séc. XIX o estaleiro é desactivado, o que leva a um decréscimo da população. Nesta época, a Igreja de Santo André é referenciada como importante ponto de deslocação de peregrinos, o que não pode ser desligado da construção de um Hospital, por iniciativa de um dos párocos, mantendo a zona da actual Freguesia as suas características rurais predominantemente ligadas à produção vinícola.

Ainda à poucos anos se produzia na Quinta das Canas “Telha” os bons vinhos desta conceituada marca.

A instalação de uma fábrica de pólvora na Quinta do “Himalaia” Caldeira, no séc. XIX veio constituir novo factor de desenvolvimento populacional da Telha. A acessibilidade fluvial da zona foi determinante para a instalação desta unidade industrial.

No mesmo séc. Foi instalada na Azinheira “Velha “ uma importante indústria de seca do bacalhau, integrada na Parceria Geral de Pescarias, de Bensaude & Cª. Com sede em Lisboa.

No início do séc. XX o fluxo da população nomeadamente oriundas do Alentejo e do Norte, procurando trabalho nas unidades industriais que se começam a implantar no Concelho do Barreiro, faz surgir novos agregados populacionais ao redor das antigas Quintas, cujas denominações ainda hoje estão sedimentadas na consciência colectiva (Quinta da Lomba, Quinta das Canas, Quinta dos Arcos).

O desenvolvimento demográfico da zona da Telha atinge a partir dos finais da década de 50, características próprias de um núcleo populacional com características autónomas que vieram determinar em 25 de Outubro de 1973 a recriação da Freguesia de Santo André cujos limites vieram a ser alterados em 1985, com a criação de novas Freguesias.

- A Freguesia de Santo André foi elevada a Vila em 21 de Junho de 1995.

Fontes: portal da Junta de freguesia, e Igreja Católica.

23 comentários:

Carminda Pinho disse...

Não conhecia esta festa. Nem o Santo.
Boa Semana.
Abraço

lagartinha disse...

Um bom início de semana.
Por favor, participem na votação que está a decorrer no clube entre hoje e amanhã. É importante.
Obrigada
CLUBE DE BLOGUISTAS PORTUGUESES

Jorge P.G disse...

Mais um Santo homem, que é assim que os vejo a todos.

Fiquei bem documentado, sem dúvida.

Um abraço para si, Elvira.
Jorge P.G.

Maria disse...

Tenho que reconhecer que não conheço quase nada deste tipo de histórias...
Muito obrigada por este post, Elvira.
Fico a saber quem foi Sto. André...

Um abraço

Luis F disse...

Os meus parabéns pela investigação da realidade social, cultural e histórica de uma das nossas Freguesias. Apesar de morar tambem aqui no Barreiro, encontrei neste teu post, muita informação que desconhecia e que me fez deliciar.

Com amizade
Luis F

José disse...

Fiquei maravilhado com este texto, claro que ele é fruto de uma pesquisa minuciosa, por quem tem vontade de saber! compartilhando-o com os seus amigos...
Parabéns! acabei de ter uma excelente aula de História / Geografia, sendo que estas foram a base do cristianismo, logo este texto representa três em um...
um abraço.

Multiolhares disse...

Aqui na Nazaré tambem tem sido a semana em festa de S~º Antonio
beijinhos

Pena disse...

Estimada e Brilhante Amiga:
Dois textos soberbos de genialidade e descrição bela sobre um Santo que esteve presente na Seia de Cristo.
O primeiro, o deslumbrante Santo que foi pescador de Homens.
O segundo sobre a vila de Santa André, situada no Concelho do Barreiro, lugar ímpar de predominância de construções navais.
Brilhante, amiga.
Que as festas a este Santo que partilhou com Cristo a sua vida, sejam plenas de beleza e encanto.
Fascinante e admirável.
Beijinhos amigos de forte estima e respeito.
Sempre a admirá-la pela sensibildade na escrita linda

pena

Sophiamar disse...

Elvira

De Santo André pouco sabia. Creio mesmo que dos santos presentes na Ceia de Cristo, os que conheço melhor são S. Tiago, S. Pedro e S. João. Depois, os santos populares sempre me cativaram talvez pelo comportamento pouco condizente com o estatuto de santo. Mas até os santos pecam!
E da Vila de Santo André foi conhecimento que adquiri graças ao teu post.
Beijinhos

Bem hajas!

Beijinhos

esteban lob disse...

Hola Elvira:

Tal como tu nos visitas para desearnos felices fines de semana, yo esta vez te quiero desear que tengas una gran semana... completa.

Un abrazo.

anamarta disse...

Olá Elvira
Ignorava completamente a história de S. André assim como a da Vila. Obrigada pela partilha.
Um Abraço e boa semana

Dina disse...

Boas festas e boa semana!!
Beijinhos

Brancamar disse...

Elvira,
Deixo-lhe um beijo de boa noite.
Hoje já é muito tarde, se não se importa amanhã volto para ler o post.
Só tenho disponibilidade à noite e esta foi muito preenchida.
Beijinhos.

Menina do Rio disse...

Também nunca ouvi falar de Santo André como padroeiro.
Querida Elvira,
desejo-te uma semana maravilhosa

Um beijo

anamarta disse...

Elvira
Passei por aqui. Deixo-lhe um abraço e desejos de uma Boa noite.

Filoxera disse...

Boa lição.
Beijinhos.

o escriba disse...

Elvira

Só hoje me foi possível visitar os amigos com mais calma, pois os últimos dias foram de intenso trabalho devido às comemorações do Bicentenário da Vila de Olhão da Restauração.
Gostei muito do seu post sobre Santo André pois dele era devoto meu pai e dele herdou o nome, já que o seu nascimento era 30 de Novembro. Por isso também lhe conhecia a história.
Da Vila de St. André não sabia nada, pelo que o seu post foi muito elucidativo.

bjs
Esperança

anamarta disse...

Elvira
Um abraço e boa noite

fj disse...

e as festas??
...hã!hãã???
o povo quer é festa, venha de lá esse programa!
um abraço!

Sophiamar disse...

Elvira, Amiga:

Passei para te desejar um bom dia e deixar um abraço apertado. O nosso amigo António suspendeu a sua actividade na blogosfera. Mais um vazio a abrir-se no quotidiano de quem o visitava sempre.

Tem um bom dia! O meu vai ser longo!

Bem hajas!

abueloscrisytoño disse...

Barreiro, tiene que ver mucho con mi familia.Un saludo.
Cristina barreiro

anamarta disse...

Elvira passei por aqui, desejo-lhe boa noite, e deixo um abraço

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,