20.11.07

Os DIREITOS DAS CRIANÇAS

video

Este anúncio foi premiado internacionalmente , mas não passou na nossatelevisão, em Portugal . Porque será? Será porque o pai vem sempre? (recordo o poema da criança de 3 anos, "meu nome é Sara", O meu nome é ""Sara""

Tenho 3 anos

Os meus olhos estão inchados,

Não consigo ver.

Eu devo ser estúpida,

Eu devo ser má,

O que mais poderia pôr o meu pai em tal estado?

Eu gostaria de ser melhor,

Gostaria de ser menos feia.

Então, talvez a minha mãe me viesse sempre dar miminhos.

Eu não posso falar,

Eu não posso fazer asneiras,

Senão fico trancada todo o dia

.Quando eu acordo estou sozinha,

A casa está escura,

Os meus pais não estão em casa.

Quando a minha mãe chega,

Eu tento ser amável,

Senão eu talvez levariaUma chicotada à noite.

Não faças barulho!

Acabo de ouvir um carro,

O meu pai chega do bar do Carlos.

Ouço-o dizer palavrões

.Ele chama-me.

Eu aperto-me contra o muro.

Tento-me esconder dos seus olhos demoníacos.

Tenho tanto medo agora,

Começo a chorar.

Ele encontra-me a chorar,

Ele atira-me com palavras más,

Ele diz que a culpa é minha, que ele sofra no trabalho.

Ele esbofeteia-me e bate-me,

E berra comigo ainda mais,

Eu liberto-me finalmente e corro até à porta.

Ele já a trancou.

Eu enrolo-me toda em bola,

Ele agarra em mim e lança-me contra o muro.

Eu caio no chão com os meus ossos quase partidos,

E o meu dia continua com horríveis palavras...

"Eu lamento muito!", eu grito

Mas já é tarde de mais

O seu rosto tornou-se num ódio inimaginável.

O mal e as feridas mais e mais,"

Meu Deus por favor, tenha piedade!

Faz com que isto acabe por favor!"

E finalmente ele pára, e vai para a porta,

Enquanto eu fico deitada,

Imóvel no chão.

O meu nome é "Sara"

Tenho 3 anos,

Esta noite o meu pai *matou-me*

(Esta mensagem chegou-me hoje por mail)

E eu acrescento:

Existem milhões de crianças que assim como a "Sara" são mortos. No dia em que a DECLARAÇÃO DOS DIREITOS DA CRIANÇA faz 48 anos. Será que não pudemos fazer nada?

43 comentários:

Vicente disse...

Podemos sempre fazer alguma coisa...e por vezes não passa por acabar com a fome no mundo...ou com a escravatura...ou a injustiça ou as ditaduras....percebe?...perante estas tarefas claro que nos perguntamos - MAS QUE POSSO EU? - ...muitas vezes muitos se desculpam com esse nada posso fazer...NÃO!!!!!..... podemos fazer muito pois amar os nossos, os que estão mais próximos, respeitar o outro...enfim, sermos Homens e Mulheres de Bem e certamente os que nos rodeiam estarão um pouco melhor...
beijo

Rosa Maria disse...

É verdade, é muito triste mas infelizmente todos os dias há crianças que morrem às mãos de gente sem escrupulos.
Claro que devemos sempre denunciar quando nos apercebemos que algo não está bem, mas as grandes desgraças ocorrem entre as paredes de casas e aí os nossos olhos não conseguem entrar...
Beijos

José disse...

É uma história muito triste, para tão pouca idade. Não tenho a menor duvida que não seja real, Basta recordar-me de alguns casos muito recentes no meu País: Vanassa marterizada e assassinada pelo pai e avó,Fátima Lecticia,Sara,Joana e tantos outros marterizados e assassinados, por os seus progenitores,muitos destes casos fatais, foram forçados pela justiça! Retirados a quem os criou e amou nos primeiros anos de vida e entregues aos seus carrascos, baseados em leis cegas e mesquinhas, que em nada ajudam a criança a crescer, num ambiente de amor e carinho, onde os valores como ser humano,lhe deveriam ser transmitidos;efelizmente, algumas Leis atiram-nos para a morte marginalidade, etc...
Só um aparte, Veja-se o caso da Esmeralda, por ordem do tribun al será entregue ao pai biológico dia 26 de DEZ. Mais uma má opção da justiça, contra a dignidade da criança. Espero que Esmeralda não venha a engrossar a estatistica das crianças perdidas num mundo irrónio, face aos factos passados pela mãe biológica, desde que comunicou a sua gravidêz ao pai (Baltazar), este unica e simplesmente saiu de cena, deixando a senhora á mingua. Que moral tem a justiça,para arrancar uma criança do seio de uma familia que a criou, a ama lhe dá futuro e lhes fui entregue pela mãe biológica, que com este gesto mostrou ser boa mãe. Na impossibilidade de sozinha a poder criar, buscou um futuro risonho para Esmeralda ...
Assim sendo, onde começam e acabam os direitos das crianças?
um abraço.

Mocho-Real disse...

O problema da violência paternal exercida sobre as crianças não é de agora, como sabemos. Ela era mesmo muito mais frequente há 40 ou 50 anos atrás.
Tal como a exercida pelo homem em relação à mulher.

O trágico é verificar o pouco que se evoluiu nestes anos, apesar do que tem sido feito e das inegáveis conquistas que tanto as crianças como as mulheres conseguiram.
Há, no entanto, o factor "medo", que impede denunciar tantas vezes esses agressores cobardes e miseráveis.
É dever de todos denunciar casos que conheça às entidades competentes!

Um abraço.

Clitie disse...

Não conhecia este texto, é chocante!!

Odele Souza disse...

"Odele, estive aqui ontem mas não deixei rastro Hoje a São chamou-me a atenção para o post. dela. A Amigona também fez um post e o Jorge fez um à relativamente pouco tempo. Então pensei e se marcássemos um dia e fizessemos desse dia um dia de blogagem colectiva? Você sabe que se fazem dias de blogagem colectiva em que imensos blogs colocam todos nesse dia posts sobre o mesmo tema. Por exemplo, vai haver um em breve sobre o Dengue e a sua prevenção.
Será que não era boa ideia?
Um abraço às duas "

Elvira,
Demorei para te responder porque esperava que você me deixasse um endereço de e-mail. Não gosto de responder nos comentários de meus blogs e nem sempre se pode tornar público o que se escreve. De qualque forma, existe a idéia de se fazer uma blogagem coletiva para Flavia, no dia 16 de Dezembro, dia do aniversário dela. 20 anos, metade dos quais na cama e em coma.(.....)

Um abraço e obrigada por suas visitas aos mesus blogs.

Pena disse...

Realmente, linda amiga Elvira:
Já percebeu, porque lhe dediquei o Prémio da Solidariedade?
Vê porquê, amiga Doce?
Estou horrorizado pelo que li e "senti" na narrativa...!!!
É verdade, acontece.
Porquê, meu Deus?
Sem palavras...!!!
Obrigado por ser como é.
Beijinhos amigos de veneração, estima pelo que é e representa. Imenso!

Sempre a lê-la.

pena

Heloisa disse...

Elvira, fiquei absolutamente chocada com esse texto. Conheço pessoas que sofreram violência na infância, sobreviveram e hoje têm as marcas na alma.
Querida, tem um prêmio para você no Coisas que Gosto.
Abraço.

Heloisa disse...

Obrigada pelo link do Coisas. Fiquei muito feliz.
Abraço.

amigona avó e a neta princesa disse...

De repente, querida amiga, deu-me uma tristeza enorme!Pela crueza das palavras que,infelizmente, retratam situações reais...porque sabemos que muitos milhares de crianças quando deviam sorrir, ser acarinhadas e ser felizes sofrem todos os horrores retratados...sem ninguém para as defender...às mãos dos algozes que lhes destroem a Vida...acabei de ouvir a notícia na televisão de que a menina Esmeralda irá para o pai biológico a 26 de Dezembro (!!!!!!!!!!!). Como podem aqueles juízes dormir descansados? De repente, amiga, não consigo dizer mais nada...beijo...

Maria disse...

Hoje deixo-te apenas um beijo....
.... porque nem consigo escrever, depois de te ler...

Joseph disse...

Elvira,
Boa noite

Eu só posso escrever à tarde e noite, pois trabalho.

Li o poema, conheço a história, mas estas coisas mexem muito comigo.
O CÓDIGO PENAL ESTÀ ERRADO.

Um abraço amigo
(Escrevo mais noutro post mais alegre)

Anne disse...

Gostei muito do anúncio, mas a história é mesmo muito triste. Sou psicóloga e trabalho com mtas crianças, é difícil realmente explicar coisas desse tipo, entender coisas desse tipo...mto triste e lamentável.

Muito triste esse poema, pela realidade e pelas palavras...
Bjos

Patricia Gold disse...

HOLA ELVIRA, AMIGA..
Me visitaste hace unos días.....acá estoy conociendote...
tu blog me encantó..tu música es hermosa...
Pero tu post..me hizo llorar,agradezco llorar por estas cosas en la vida.
Creo que si se puede hacer..muchas cosas
-denunciar la violencia, cualquiera de ellas..
-bogar por ls derchos del ser humano
-hacerloen este cso espe´cifico por los derechos delniño.
Te voy a contar algo: además de mi profesión y nmis estudios, soy parte de un centro de Derechos Humanos, milito en él, investigo en varios temas, pertencezo a muchas ONG...
Mucho se puede hacer..y sobre todo educar a las generaciones que nos siguen sobre como defender sus propios derechos.
Informar, los que petenecemos a los medios somos responsables de informar estos hechos.
No es solo tu país el que pasa por alto algunas cosas, el mío también..
Elvira espero qeu me entiendas, no se escribir en portugués, pero a vos te entiendo perfectamente..No escribo en mi blog solo de estos temas pero "son parte de mi vida.."
Mis felicitaciones ..
Me enamoré de esa rosa de la amistad ..:-)
Beijos para voce.

Gentleman disse...

Muy duro de leer, en Uruguay se aprovo una ley donde se prohibe pegar a un niño, sea padre o no, esto fue hace unos dias.
besos para voce

Sophiamar disse...

Infelizmente existem ainda tantos casos destes? O pior de tudo isto é que só sabemos quando elas chegam aos hospitais, escolas, infantários e às vezes já é tarde.Outras nem lá chegam!
Não tenhamos medo de denunciar todos os casos que conheçamos ou de que desconfiemos de maus tratos de todos os tipos.
Pelas crianças, TUDO! Contra as crianças, NADA!

Paulinha disse...

Podemos amar as crianças e deixá-las ser crianças!! Afinal as crianças são o melhor do mundo!!

Já conhecia o texto e o vídeo, quando recebi o vídeo, o título do mail era "Afinal quem é o animal?"

Berta Helena disse...

Que triste, Elvira. Que triste. O choque apaga-me as palavras.

Azul disse...

Que realidade tão dura.
Que crueldades tão grandes consegue o ser humano fazer a seres tão lindos e indefesos...
Quantos milhões de Saras por este mundo fora, que não sabem o que é um carinho , um mino, um alento???...
Que tristeza.

São disse...

Penso que aquilo que se pode fazer, já o estamos fazendo.Á nossa medida, claro!
Durante trinta e cinco trabalhei em Educação e Formação e agora não o faço como voluntária, porque sou velha. Pelo menos foi o que a Fundação João de Deus e Leigos para o Desenvolvimento- AMBAS CATÓLICAS!!- me responderam...
Abraços.

Maria disse...

Para descomprimires um bocadinho, passa por lá...

Beijinho

Vieira Calado disse...

A televisão, neste país, é o que se sabe.
Está ao serviço dos grandes interesses e as crianças anónimas
não dão dinheiro... nem votos.
Beijinhos.

Entre linhas... disse...

Não consigo entender este tipo de situações,uma criança é um mundo,uma flor sensível,um ser indefeso,é muito cruel tudo isto...
Bjs Zita

Renata Emy disse...

Elvira querida,

Boa tarde!

Tb recebi este mail, nossa realidade é triste não?!?

Bom, tenho uma pergunta a te fazer...

Pq perguntou se estou zangada com vc???

Não entendi?!?

Responda tá? Não deixe Renatinha aflita!

Beijos

Zeltia disse...

Me quedé encogida en la silla frente al ordenador.
Hay temas que evito porque me despiertan viejas heridas, y éste de los malos tratos es uno de ellos.
Vengo de un hogar donde los malos tratos eran frecuentes, y es un peso que llevo íntimamente ligado a mi propio ser.
Creo que mucha gente habla de este tema con buena voluntad, pero con poco conocimiento.
Las raíces del problema están tan enterradas en la propia esencia de los seres humanos que son difíciles de extirpar.

Repórter disse...

O texto aqui apresentado choca.
Mas é, sem qualquer dúvida, o espelho de uma realidade encapotada. Ou nem por isso.
Apetece-me dizer: crianças de todo o mundo, revoltai-vos.

Garfio disse...

Más allá de la denuncia de algún caso cercano, no podemos hacer prácticamente nada. Apoyar iniciativas contra esos malos tratos. Pero el arreglo tiene que venir de los gobernantes. Son ellos los que pueden hacer las leyes que impongan las más duras penas a los maltratadores y son ellos los que tienen que velar por que los niños reciban una educación correcta y sean adultos civilizados.

Jose Gonçalves disse...

Elvira

Já conhecia o filme e o texto. Tenho-o lido várias vezes. Neste momento não consigo articular palavra.
Quem pode maltratar uma criança?
Vou apanhar um pouco de ar.
Um abraço
José Gonçalves

Joseph disse...

Elvira,
Boa noite

Passei para ver se estava tudo "legal".

Obrigada pelo mail

Um abraço amigo.

poetaeusou . . . disse...

*
sei que não posso fazer nada . . .
mas teimo,
mas tente,
mas insisto,
mas luto
todos os dias, não desisto
*
xi
*

O. Ferraz disse...

Elvira,
mais uma vez me surpreende com as suas publicações...
Sou professora e lido diariamente com o olhar triste de algumas crianças-jovens, onde o local calmo para estar é a escola, junto dos amigos, onde não têm que ouvir os gritos das pessoas que deveriam dar-lhes amor e carinho, mas das quais recebem quase sempre "bofetadas".
Devemos estar alertas perante estas situações e tentar que não se tornem adultos tão cruéis.
Beijinhos

htsousa disse...

Já conhecia o texto, mas revivi-o. A culpa é nossa, nós é que teimamos em não pôr isso no cimo das nossas prioridades, de maneria que todos os políticos tivessem vergonha e sentissem culpa se continuasse a acontecer.
Vou fumar um cigarro.

Beijinhos.

APÁTRIDA disse...

Todo-los crimenes son horrendos, pero os que afectan a criaturas indefensas necesitadas de mimo, que deberán ser concebidas con amor son os máis ruins. ¿Como unha persoa pode matar a unha criatura? .
Unha aperta

Sophiamar disse...

Reli o teu poema e as lágrimas caem-me. Fico chocada com a maldade do bicho -homem.
Mil beijinhos

Dina disse...

Acho que podemos fazer sempre mais qualquer coisa mas cada vez fazemos menos, vamos virando a cara e seguimos em frente sem pensar muito nas coisas que não nos afectam directamente. É uma vergonha o que nós humanos fazemos às nossas crianças. Todos os dias.

Erika disse...

É como a música Mama, do Genesis. Dói só de pensar.

Beijos querida Elvira

Maria Faia disse...

Querida Amiga,

Hoje passo, de mansinho, só para deixar um beijo amigo e dizer que há um mimo para si, no Querubim.
Depois, voltarei com tempo.

Maria Faia

Zé Povinho disse...

O poema é comovedor e a realidade muitas vezes ainda é pior.
O spot é de facto muito interessante.
Abraço do Zé

mary90 disse...

Olá Elvira.
Infelizmente há muitas crianças maltratadas e muitas das vezes pelos próprios pais.
Há casos de pais que se separam e depois por revolta maltratam os filhos porque lhe fazem lembrar o pai ou a mãe.
As crianças não pedem para vir ao mundo e quem não tem condições nem gosta delas não as deve ter.
É uma tristeza ver que são as mães que abandonam os filhos nas instituições, arranjam outros homens e têm mais crianças, os animais defendem as suas crias.
Deus proteja todas as crianças.
Beijocas

aramis disse...

Querida Amiga Elvira,
É impressionante este texto! Realmente perante certas situações sentimo-nos completamente impotentes e não sabemos o que fazer...
Denunciar já é um bom começo e tambem estar atento pois às vezes podem passar-se situações incriveis com crianças mesmo ao nosso lado!
Muitos beijinhos para si.

Um Momento disse...

De lágrimas nos olhos minha amiga...te digo :podemos e fazemos
Mas aos olhos da lei , nada podemos...infelizmente!
Eu pelo menos já "salvei" umas quantas "Sarinhas"...
Lamento não conseguir salvar mais...
E falo de "Sarinhas" de familia..
Uma dessas"Sarinhas" é a minha sobrinha "calaula"(Claudia), assim dizia ela...
"Roubei-a " aos pais , meus cunhados na altura, pois eram e são tóxicodependentes...com 15 dias apenas...
Durante 5 anos , limitei-me a ser a mais "simpática"cunhada, até quase lhes "pagava" em "mimos" a eles só para ter a Claudinha comigo...
Não fazes ideia do que essa menina ainda em bebe sofria...
Levava-a todos os fins de semana á aldeia para ver os pais , e a menina nem por sombras os queria...
Hoje a Claudia está muito bem, e o André, e a Liliana...
Acho que se não houvesse uma Momentos na altura que os "roubasse" aos pais hoje... nem saberia deles, pois ser-lhes-iam retirados e entregues a uma instituição... e nós sabemos que há instituições e instituições...
O que condeno realmente, é a assistencia social saber o que se passa e "obrigar-nos a entregar as crianças aos pais biológicos só porque são pais???????
Não aceito!
Isso jamais aceitarei de forma alguma e com isso me revolto...
Já falei demais desculpa
Um beijo grande... e que haja no mundo muitos coraçoes para protegerem todas as "Sarinhas" EM PERIGO!
(*)

lula disse...

Já conhecia o video e a história, mas choca sempre por mais vezes que se veja.
As crianças são os homens de amanhã, porém há muita gente que não se lembra disso.
Depois admiram-se que eles venham a ser uns revoltados.
Todos deveriamos denunciar os casos de que eventualmente tenhamos conhecimento, mas muitas vezes estas situações passam-se dentro das suas casas e só as pessoas que lidam mais de perto com elas se apercebem da situação, através do comportamento dessas crianças.

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,