30.1.08

CAMINHA...


Caminha!...
Pés rasgados
sangrando
as pedras.

Torcida a boca
que a sede
seca.

Pendentes as mãos
inúteis
vazias.

Ardendo em febre
a fome
que o atormenta.

Nas costas curvadas
carrega
todos os males
da humanidade.

Caminha!...

Já moribundo
o mundo inteiro...


A foto é da net, chegou-me por mail

47 comentários:

elvira carvalho disse...

Nadamos conta a corrente esperando sempre que um dia o mar acalme. No século passado, sonhávamos com uma revolução que nos mudaria a vida. Hoje temos um pesadelo comum. A revolução nasceu,viveu,e corre o risco de morrer...e mudou alguma coisa? Se não mudasse eu não estaria a escrever o que escrevo. Só que me parece que por mais importante que seja a liberdade, ela só não chega. E penso até que para quem não tem um naco de pão, para os que dormem na rua, para os que se afogam no mar do desemprego, falar em Liberdade é ridículo, não?

Sophiamar disse...

Querida Amiga

O homem com fome, com sede, com frio será sempre prisioneiro do seu próprio destino. Não há, não haverá liberdade enquanto houver um homem com fome, sem casa, sem trabalho...
Que mundo é este que a uns dá de sobra e a outros falta? Infelizmente a distribuição da riqueza continua muito desequilibrada. Quando acabará este martírio?

Beijinhosssss e um abraço apertado.

Carminda Pinho disse...

Elvira,
fica-nos a esperança do dia que há-de vir...

Beijos

Maria disse...

Eu não me fico pela esperança. Eu vou à luta!
Só a luta pode alterar o que está "estabelecido".
A esperança nunca deu de comer a ninguém, muito menos deu emprego.
A LUTA é o caminho....

Um abraço, Elvira, depois de ler um bonito poema, que no início me lembrou novamente Gedeão....

Georgia disse...

Esse tipo de caminhada é dura e sofrida. Eu espero que num dia bem próximo esse quadro mude.

Beijao

carvoeirita disse...

Todos nós somos prisioneiros do nosso destino..mas muita vezes me interrogo que proposito é esse de Deus, Humanidade, força transcendente que encontra uma lógica, um objectivo no sofrimento destas crianças, neste desiquilibrio finaceiro que presiste?
Se existe é uma lógica torcida..logo ilógica...

gaivota disse...

uma caminhada muito dura, muito certa, muito presente ainda,
infelizmente...
será que vamos conseguir mudar alguma coisa???
beijinho grande
p.s. vim-te visitar por ter lido um comentário teu no blog da sophiamares, em que falas da Secla...

Dualidades disse...

A moral da história é:

"Caminha!...

Já moribundo
o mundo inteiro..."

Infelizmente.

Dualidades JP

mjf disse...

Olá! Amiga

Devemos pensar: Sou um só, mas ainda sou um.
Não posso fazer tudo, mas posso fazer alguma coisa.
E por não poder fazer tudo, não me recusarei a fazer o pouco que posso...
Ajudar a mudança

Beijos

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá minha querida Elvira, deixo-te muitos beijinhos de carinho e amizade.
Fernandinha

Azul disse...

E o poema é teu, e é lindo!

brisa de palavras disse...

caminhar no silêncio e na dor.
um abraço
brisa de palavras

O Profeta disse...

Um dia este mundo será igual para todos...um dia...


Os pesares dividem as marés
A idade do ouro ainda tarda
Os anos passam como gotas varridas
Por um tempo que retrata o nada


Convido-te a saborear um absinto no meu espaço
pela Taça de Fino Ouro



Mágico beijo

CintiTa disse...

Hola Elvira! he vuelto de mis vacaciones. me gustó mucho lo que posteaste, muy conmovedor y real.
a propósito me encnata Coelho, es verdad. me gustan sus mensajes, inspiran mi camino. saludos.-

Mocho-Real disse...

Visão realista do mundo.

Um abraço.

AURORA ( LOLA ) disse...

Olá, em primeiro lugar quero agradecer pelo prémio que deu para o meu blog, pedir desculpa por só agora estar a responder mas estive ausente em trabalho quase um semana.

Gostei do que escreveu só achei a foto um pouco triste pois mostra a fome que muitas crianças passam ainda em muitos paises e nada se faz a não ser se preocuparem com guerras.


BJS

Luis F disse...

Vim agradecer a visita ao Mar de Sonhos e especialmente as palavras deixadas.

Fico feliz e agradecido por ter gostado do meu livro.

O meu muito obrigado

Luis

Zé Povinho disse...

É neste mundo que vivemos, cada um de nós terá de tentar fazer um pouquinho para tentar inverter as coisas. Somos muitos, podemos fazer a diferença.
Abraço do Zé

Sandra Perez disse...

querida amiga Elvira, que triste destino para nuestra descendencia... Solo esperar que algo o alguien cambie el destino cruel. Mis besossssss para voce y gracias por los millones de mensajes que me has dejado!!!!. Te quiero mucho.

Pitanga disse...

...e os "donos do Mundo" ocupados a disputar o poder!

beijos tristes

Divinius disse...

RESPIRA A LEVEZA QUE VIVE EM TI...
SOLTA TODA A BELEZA DO TEU OLHAR...
SOLTA TODA A BRANCURA DA TUA TERNURA...
SOlTA NA ÁGUA PURA DO MAR...
Gostei de ler:)

paideleo disse...

A mim tampouco me sai este blogue da cabeça.
Gosto dele.
Um abraço desde a Galiza.

Sophiamar disse...

O Vítor de quem a Amigona fala tem este blogue:http://ideotario.blogspot.com/

Podes ir lá e comentar o post do dia 28 de Janeiro. A nossa Amigona está a receber o cheque.

Beijinhosssss

As tuas melhoras e da mãe.

‽ ««§εмф†ϊvф»» ‽ disse...

Palmas!!! Pensamos tanto em nós mesmo que esquecemos de quem está sofrendo... muito bom ter falado isso neste blog
adorei
bj

Ray

Odele Souza disse...

Elvira,
Situações como esta mostrada na foto são revoltantes. O texto completa a foto e juntos é um sôco no estômago. Infelizmente não no estômago de quem teria condições de mudar a situação.

Um beijo.

citadinokane disse...

Elvira,
Querida amiga devo dizer que devemos parar para pensar pausadamente nas linhas que escreveste...
Beijos,
Pedro

fgv disse...

Enquanto houver um homem com fome, uma criança sem tecto não há liberdade. Liberdade não é só o poder protestar contra a fome, ou contra a injustiça.

Bonito poema, como sempre.

amigona avó e a neta princesa disse...

Eu sou como a Maria: vamos à luta!
Quanto ao Victor se seguires a minha sugestão clicas na "oficina das ideias" e conhece-lo e o bom blogue que ele tem... além disso é o homem que está na foto a entregar-me o cheque!
Beijos...

tempoparaamar disse...

Lindo o que aqui escreveu só é pena ainda haver este sofrimento pelo mundo fora beijinho Salomé

Osc@r Luiz disse...

Oi amiga querida,

Não sei se aí também é carnaval, mas se for, que o seu seja maravilhoso.
Tem um presentinho pra você lá no Flainando na Web.
Beijo!

Vieira Calado disse...

Muito adequada a fotografia ao seu belo e bem explicito poema.
Beijinhos

Sophiamar disse...

Amiga Querida, acho que tenho na mão a solução do enigma do nosso amigo José Gonçalves. Ele vai renascer a 5 de Março com um novo blogue. Deixei-lhe agora um comentário enorme mas acho que não ficou registado. O Zé não vai deixar-nos. Não pode ser. Nós gostamos tanto dele que isso é impossível.

Beijinhossssss

Rui Caetano disse...

A imagem só por si é dolorosa, cheia de mensagens de dor e sofrimento nos olhares, mas o poema lindíssimo vem adensar ainda mais a dor.
Um bom fim de semana.

Paulo Fernando disse...

Caminhar sem olhar pra trás é muito difícil, ainda mais quando o passado possue lacunas sangrentas.

Muito legal.

Abraços

Menina do Rio disse...

Deixo-te aqui um poema que fiz...

Meninos da Praça

Os meninos dormem
nas calçadas nuas, nas ruas
no centro do Rio, no frio
Meninos de todas as idades
acordam a cidade
E no afã;
o café da manhã
garrafinhas de cola
que de mão em mão rola
cheirando
axpirando
enganando a fome
que os consome
Rostos sujos, sem banho
São de todos os tamanhos
meninos
anjos caídos
entorpecidos
cheirando solventes
que lhes travam as mentes
anestesia,
na crueza dos dias
vagando sem mais
pedindo em sinais
- Moço, me dá um trocado
pra comprar um pão
- Que trocado, meu irmão?
Vai trabalhar, vagabundo!
E lá vai o filho do mundo
A fome gritando alto
Passa a grana, é um assalto
Ai maluco, perdeu
É tu ou eu
Passa a carteira
Que eu não tou pra brincadeira
E, nessa luta injusta
Quanto a vida custa?
Talvez escola, comida...
Educação, porque não?
Um amigo,
Um irmão
E um motivo pra sonhar...
que um dia vai melhorar

Menina do Rio

Sophiamar disse...

Querida Elvira

Deixo-te beijinhos, um abra�o apertado e a minha amizade. �s uma amiga imperd�vel.
Tem um bom fim de semana!

Georgia disse...

Oi querida, passando para te dar um abraco e para te avisar que tem algo pra vc lá na Saia.

beijao

amigona avó e a neta princesa disse...

Elvira porque eu tinha que dizer a verdade tens lá mais um prémio! beijos...

MeninaDeCristal disse...

Talvez o realmente importante seja mesmo caminhar...!*

Sophiamar disse...

E tens prémio lá no meu mar. Como alguém disse: o bom filho à casa torna.
Beijinhossssss

Bom Fim de semana!

Berta Helena disse...

Querida Elvira,

como a Maria também me lembrei do António Gedeão.

O poema é muito bonito. A situação é que é tão triste e revoltante. Vamos à luta, sim, mas como?

Grande abraço.

Vieira Calado disse...

Olhe, tem qualquer coisa para si, no meu blog.
Bom fim de semana.
Um abraço.

multiolhares disse...

Todos caminhamos
Mas todos estamos moribundos
De algo, é só olhar o mundo, que é
Reflexo do que somos

Beijinhos
luna

Brancamar disse...

Minha amiga,
Quando se propõe fazer poesia faz mesmo com muita profundidade. Realmente o mundo inteiro está a ficar moribundo, mas vamos tentar salvar alguma coisa, o que ainda se puder.
Beijinho

Filoxera disse...

Arrepiante!
Beijos.

Elenara Castro Teixeira disse...

Em fila, ordeiros, obedientes, crianças, moços, velhos, homens e mulheres, de algum modo esperam pela morte, abreviada às vezes por um pouco de comida que vem, muitas vezes nem sabemos de onde...
É triste, mas real!!!

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,