19.3.10

O TERCEIRO FILHO - PARTE IX



13 comentários:

Goldfinger disse...

Venho agradecer-lhe o ter-se lembrado de mim neste dia do Pai. Tal como diz, todos os dias são dias de.... mas não podemos passar em claro.

Um abraço

Dulce disse...

Elvira

Suas narrativas são verdadeiras lições de história e civilização, situadas no tempo, interligadas ao tempo. Um imenso prazer poder viajar com você pelo tempo, pela vida.
Beijo e bom final de semana

Maria disse...

Tenho de voltar a ler a tua estória, achop que perdi o fio à meada...

Um abraço, Elvira.

Vieira Calado disse...

Olá, caríssima!

Passei para inteirar-me dos últimos textos e deixar beijinhos.

* ... e deparo-me com essa voz única
do saudoso Variações..

Obrigado

as-nunes disse...

Recapitulação interessante dos nossos tempos, desde miúdos. A ouvir que as paredes têm ouvidos e o Plano Marshall a proporcionar que muitas crianças portuguesas e do resto da Europa pudessem praticar algum desporto orientado e lanchar pão com manteiga e beber malgadas de leite.

Recordo esses tempos no Centro, Beira-Alta, nas aldeias da freguesia de Ribafeita.

Um abraço
António

Helena Teixeira disse...

Olá Elvira!
Vim ver como estava a menina e como andava o seu blog.Já pus a leitura em dia.
Já há muito tempo que não a temos visto lá na Aldeia.

Aproveito e deixo-lhe um convite: participe na Blogagem de Abril do blogue www.aldeiadaminhavida.blogspot.com. O tema é: “Páscoa na minha Aldeia”. Basta enviar um texto máximo 25 linhas e 1 foto para aminhaldeia@sapo.pt até dia 8 de Abril.

Jocas gordas
Boa Páscoa
Lena

Celia disse...

Passei pra lhe desejar um bom domingo. Bj

Mariazita disse...

Olá, Elvira
Reatamos a história do Manuel...
Tal como os anteriores episódios, também este é uma verdadeira aula de História a par do aspecto pessoal do Manuel. Muito inteligente a decisão dele de "fechar a boca". Conheci alguns que estiveram "dentro" e perderam todos os direitos de cidadão.

Gostei muito de mais este episódio; fico aguardando o seguimento.
E faço votos de que os problemas de saúde de sua Mãe não se agravem, e possa ter uma Páscoa em paz, com tranquilidade.

Um abraço

Lilá(s) disse...

Vim colocar a escrita em dia, maravilhosas as suas histórias!
Bjs

São disse...

Venho desejar-lhe e aos seus uma serena Semana Santa e uma Páscoa de renovação.

Um abraço, amiga.

Pitanga Doce disse...

Onde andas Elvirinha? Boa Páscoa!

Mariazita disse...

Venho trazer a minha mensagem de Páscoa:
Desejo que nesta Páscoa a felicidade seja como um coelho: se reproduza sem parar.
PÁSCOA FELIZ

Beijinhos

Tite disse...

A continuação da tua história faz-me regressar à minha infância. Sabe bem recordar apesar de nem tudo ser gostoso.

Uma Páscoa bem passada Elvira