28.4.17

OS CAMINHOS DO DESTINO - PARTE XI



Três dias depois, Clara foi buscar Beatriz para irem almoçar ao Ginjal.
Durante o almoço, a jovem contou à amiga, como tinha sido a sua estadia na casa paterna, e de como se sentia de bem consigo mesma, por ter recuperado o carinho e apoio dos pais. Depois…
- Amanhã vou ao centro de emprego. E comprar o jornal para ver os anúncios. Preciso de trabalho, as economias não duram sempre.
- E gostarias de trabalhar em quê?
- Sabes que sou educadora de infância. Mas nunca exerci a profissão. E não creio que a meio do ano possa arranjar alguma escola. Uma creche também não será fácil. No entanto estou disposta a trabalhar em qualquer coisa. Nem que seja em limpezas.
- Mas a situação é assim tão má? Pensava que a vossa situação era desafogada.
- Bom, a falar verdade, por enquanto não preciso de me preocupar. Tínhamos algumas economias. Mas não vou esperar sentada que acabem. Além disso preciso trabalhar. Manter a cabeça ocupada, para não estar sempre a pensar no que me aconteceu. Em casa não consigo deixar de pensar nisso. Acreditas que até já pensei em vender a casa, e alugar um apartamento noutro sítio?
- Sinceramente, penso que fazes mal. É uma boa casa, grande e está muito bem localizada. É uma mais-valia para o futuro. Claro que se te dói morar lá, podes sempre viver noutro sítio e alugá-la.
- Sabes o que é entrar naquele quarto, preparado com tanto amor para receber o meu filho? Sinto-me destroçada cada vez que lá entro.
- Percebo que deve ser uma grande dor. Mas porque hás-de ir lá?
Fecha a porta e deixa que o tempo passe. Embora nunca esqueças, o tempo suavizará a tua dor. Olha, porque não vens lá para a loja, enquanto não estás empregada. Sabes que é uma loja de bairro, pequena, não dá para ter empregada, eu e o Nuno, damos conta do recado. Mas conversamos, estás acompanhada.
- Por falar no Nuno, tenho que lá ir cumprimentá-lo. E pedir-lhe desculpa de estar sempre a requisitar-te. Ele não ficou aborrecido por teres vindo almoçar comigo e ter que almoçar sozinho?
-Não, mulher, não te preocupes. Ele sabe que eu o compenso mais tarde, - riu Clara.
Tinham acabado a refeição. Saíram do restaurante, e como ainda faltavam quarenta minutos para a hora em que Nuno reabriria a butique, resolveram dar uma volta pelo cais.




Amanhã, não haverá seguimento desta estória. O Sexta, completa amanhã dez anos, e a festa de aniversário impõe-se. Além de que ele quer homenagear os amigos, e eu espero que estejais presentes.



18 comentários:

Os olhares da Gracinha! disse...

Mais um belo excerto e amanhã cá estarei! Bj

Os olhares da Gracinha! disse...

Mais um belo excerto e amanhã cá estarei! Bj

✿ chica disse...

Tudo muito bem relatado aqui! Gostando de acompanhar...


Festa amanhã? Que bom!Vamos "comparecer"! bjs, chica

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Continuo a acompanhar.
Um abraço e bom fim-de-semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

Prata da casa disse...

Gosto da determinação da nossa heroína. Vamos lá aguardar o desenrolar dos acontecimentos.
Bjn
Márcia

Isa Sá disse...

A passar por cá para acompanhar a história.

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Maria Teresa de Brum Fheliz Benedito disse...

Estou gostando muito da estória cara amiga Elvira!
Beijinhos e até amanhã.

António Querido disse...

Com o tempo a avançar à velocidade Cruzeiro, passei li e deixo o meu ABRAÇO.

lis disse...

Um resumo que indica o desejo de Beatriz de seguir a máxima _'vida que segue'.
Volto pra comemorar contigo os 10 anos de puro prazer e muito talento da autora.
abraço Elvira

Edumanes disse...

Foram dar uma volta pelo cais,
até o Nuno abrir a butique
os bons conselhos nunca são demais
mesmo que neles não se acredite!

Tenha uma boa tarde amiga Elvira, um abraço,
Eduardo.

Majo Dutra disse...

Estou acompanhando...
Não faltarei à comemoração.
Credo! Agora reparei que estamos com o blogue da mesma cor!!
Há coisas coincidentes admiráveis!
Beijinho e até amanhã.
~~~~~~~~~~~~~~

Anete disse...

Gostei do que li nos dois últimos capítulos. Superação diante da experiência tão forte! Vamos adiante...

Amanhã estarei aqui para participar da linda festa, Elvira. Dez anos?!...

Beijinhos

maria disse...

Vamos ver o que o futuro reserva a Beatriz!?
Feliz dia de aniversário para o Sexta e sua Autora...os parabéns, só amanhã! :D

Minhas Pinturas disse...

Continuo a acompanhar e a esperar com ansiedade.
Tudo de bom amiga, bom fim de semana e muita saúde.
beijinhos, Léah

Tintinaine disse...

Li logo de manhã e comento agorinha que é quase meia-noite.

Luis Eme disse...

Bela escolha para o almoço, Elvira.

Até porque o Tejo é bom conselheiro.

abraço

Socorro Melo disse...

Por aqui, apreciando a estória. E agora vamos à festa!


Beijos
Socorro Melo

Rosemildo Sales Furtado disse...

A Clara sempre mostrando ser uma ótima amiga. Aguardemos o que vem no próximo capítulo.

Abraços,

Furtado