18.2.17

LONGA TRAVESSIA - PARTE XIX






Nessa noite, enquanto deitava o menino, pensou que se esquecera de avisar Rui, que na semana seguinte entrava de férias. Desde que entrara na firma, sempre deixara metade das suas férias para o fim do ano. Aquela era a época de menos trabalho, e para ela era importante pois o filho entrava de férias e não tinha ninguém de família na cidade, onde deixá-lo. Aquelas férias estavam marcadas desde o princípio do ano. De qualquer modo, a lei diz que em caso de necessidade, as férias podem sofrer alteração e com a restruturação da empresa, isso podia acontecer.
Mal o filho adormeceu, telefonou à amiga.
- Luísa, esqueci-me de avisar o Rui que entro de férias segunda- feira. Crês que vai haver problema?
- Caramba Tê, devias tê-lo feito. Esta tarde, ele disse que no ritmo em que estão as coisas, tudo estará pronto na próxima semana, o mais tardar quinta-feira e depois vai dar férias coletivas ao pessoal até ao início do ano. E tu vais faltar segunda-feira sem avisar?
-São as minhas férias. Estão marcadas desde o início do ano.
- Eu sei. Mas as condicionantes são outras, devias ter-lhe dito.
- Mas não posso ir. Não tenho com quem deixar o Martim.
- O Tiago pode levá-lo para a oficina. O André vai com ele e adora o ambiente da oficina. Pelo menos na segunda, até falares com ele. Depois logo vês.
- E o Tiago não se importa?
- Não mulher. Até vai agradecer. Os dois brincam juntos e deixam-no mais livre para trabalhar. E depois se entrarmos de férias quinta-feira, são poucos dias.
- Obrigada. Não sei que seria da minha vida sem ti.
Disse-lho a meio da manhã de segunda-feira, depois de terem falado com os dois trabalhadores, que tinham em opção para o lugar de chefe da secção B.
- Era para não ter vindo trabalhar. Oficialmente estou de férias até ao fim do ano.
- Como assim? Não me disseste nada.
- Por isso, estou aqui. Esqueci-me de te avisar na sexta-feira.
- Não podes ir de férias agora. Estamos a trabalhar em velocidade supersônica para acabar tudo dentro de três dias. Depois vai tudo de férias,
- Mas assim eu fico prejudicada. Não gozei as férias para as deixar para o fim do ano. São as minhas férias, não és tu quem mas dá.
- Sabes que te daria muito mais do que umas férias, não sabes? – Disse fitando-a muito sério. 
- Ela corou e baixou o olhar incapaz de ver as promessas que os olhos masculinos exibiam
Procurando aparentar uma serenidade, que não existia, disse:
- Voltemos ao trabalho. Já decidiste?




20 comentários:

Roaquim Rosa disse...

Bom dia
ansiedade até ao fim que pensamos vai acabar bem !!!!
BFS
JAFR

Os olhares da Gracinha! disse...

Férias ... um bem necessário!
Há alguma inquietude que paira ni ar!!! Bj

✿ chica disse...

Tudo é motivo de revirar o passado por lá... Vamos ver como desenrola... Esses dois ainda hão de se acertar,rs.. bjs, chica, lindo fds!

António Querido disse...

Vão acabar por se entender e gozarem as férias que nunca gozaram juntos!

Bom fim de semana e boas férias, para a semana vamos ter sol todos os dias.

Anete disse...

Suspense no ar, mas logo estarão juntos vivendo outros tempos...
Um bom sábado, Elvira!...
Muitíssima paz...

Isa Sá disse...

A passar para acompanhar a história!


Isabel Sá
Brilhos da Moda

Diana Fonseca disse...

São só mais quatro dias de trabalho, não deve haver problema.
E nesta altura da história, há que por mãos à obra.
Estou a adorar! Beijinhos. :)

AvoGi disse...

Há que trabalhar...
Só mais uns dias
Kis :=}

AvoGi disse...

Há questões trabalhar para depois estar com quem se ama.
Kis :=}

Rui disse...

Creio que a Teresa se está "a ir abaixo" !?... Está a perder aquela "força" que julgava ter ! :))
Aguardemos pelos próximos capítulos ! :))

Zé Povinho disse...

Trabalho e vida pessoal à mistura é sempre um pouco confuso.
Abraço do Zé

Prata da casa disse...

Felizmente há a amiga para lhe dar a mão.
Bjn
Márcoa

XicoAlmeida disse...

Um encosto aqui e porventura outro acolá, quase sempre os mesmos a que nos acomodamos para os nossos projectos baterem certo, mas...um turbilhao interior que começa no mesmo dia em que marcamos descansos...
Acho que me percebeu, beijinho.

paideleo disse...

Que fariamos sen amigos ou familia para cuidar dos nosos pequenos ?.

Boa fin de semana.

Ailime disse...

Boa noite Elvira,
Estive a ler os três últimos episódios e adorei.
A sua criatividade é imensa!
Fiquei em "suspense"!
Um beijinho e bom fim de semana.
Ailime

Edumanes disse...

Bem me parece que o futuro vai ser risonho. Porque,Teresa não irá por muito mais tempo resistir ao amor que sente por Rui. O que tem a fazer é dizer a verdade sobre o filho de ambos, e juntos serem muito felizes!

Tenha amiga Elvira uma boa noite se sábado, e um bom dia de domingo, um abraço,
Eduardo.

Blog da Gigi disse...

Abençoado domingo!!!!!!!! Beijos

Elisa Bernardo disse...

Ainda aqui ando:)
beijinhos

Berço do Mundo disse...

Uiii, está a aquecer

Dorli Ramos disse...

Oi Elvira
Êta amor inconveniente e gostoso.
Adorei
Beijos
Minicontista2