11.2.17

LONGA TRAVESSIA - PARTE XIII


Mário não tinha ido almoçar. Precisava estudar a carteira de clientes. Riscar algum que tivesse falido, contactar os que tinham diminuído as encomendas, procurar no mercado novos possíveis clientes. Não adiantava, pôr a empresa a produzir muito se não tivesse clientes para escoar o produto.
Apercebeu-se que o pessoal no escritório ao lado, tinha regressado do almoço. Premiu a campainha de chamada da sua secretária. Logo em seguida, bateram à porta e Luísa entrou.
- Chamou, senhor?                                           
- Sim. – Não levantou os olhos do que estava a fazer. – Pode trazer-me uma sandes e um café, por favor?
- Simples, ou mista?
- Mista. E o café bem forte, e sem açúcar.
- Muito bem, senhor. Volto já.
Efetivamente voltou pouco depois com uma bandeja, onde trazia, a sandes pedida, um guardanapo, uma chávena de café e um bule com o aromático líquido, que poisou sobre a secretária.
- Mais alguma coisa, senhor?
O homem levantou a cabeça e olhou para ela. Esboçou um sorriso.
- Sei que é a minha secretária pessoal. Vou precisar muito da sua colaboração, e vamos ter que trabalhar muitas vezes em conjunto. Sou exigente, mas sei reconhecer quem é eficiente. Irrita-me que me esteja a chamar senhor, de minuto a minuto. Isto não quer dizer que seja dado a intimidades com quem trabalha comigo, entendeu?
- Sim … claro – Ia dizer senhor, mas emendou a tempo.
- Muito bem. Pode retirar-se.
Uma hora mais tarde a luz da campainha acendeu-se de novo na secretária de Luísa. Levantou-se e …
- Chamou?
Sim. Pode levar a bandeja. E de seguida pesquise-me as empresas
que vendem os componentes de que precisamos. Não as atuais fornecedoras, mas outras que existam no mercado. Preciso de todos os nomes, e números de telefone aqui, o mais depressa possível. 
Levantou-se.
- Se precisar de mim, estou nos Recursos Humanos.
Foi impressão sua, ou ela sobressaltou-se? Ia jurar que um lampejo de medo perpassou pelo seu olhar.
Luísa saiu pela porta que dava para o escritório, e ele dirigiu-se à outra porta e fez o mesmo



22 comentários:

✿ chica disse...

O café o deixou "agitado" e vamos ver no que vai dar,rs...bjs, chica

Isa Sá disse...

A passar por cá para acompanhar a história e desejar um bom fim de semana!

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Olinda Melo disse...


Cara Elvira

Vim dizer-lhe um "Olá". As minhas visitas aos bloguers amigos andam pela rua da amargura.
Pelo que li não posso comentar pois a história já vem de trás. Prometo passar por aqui mais assiduamente, a fim de poder acompanhar os seus escritos.

Bom fim de semana.

Bj

Olinda

Tintinaine disse...

A coisa começa a aquecer!
Que será que vai fazer aos recursos humanos?
Talvez pedir desculpa pelo seu desaparecimento?
Não me parece!

António Querido disse...

Pode ser que o café quente sem açúcar, lhe aqueça os neurónios!

O meu abraço.

Maria Teresa de Brum Fheliz Benedito disse...

Bom dia Elvira!
Nervosinho ele, alguém ainda vai fazê-lo amaciar.
Quem será??!!
Feliz final de semana querida amiga, beijinhos.

O meu pensamento viaja disse...

Aguardando ...
Bom fim de semana
Beijinhos

Rui disse...

Nota-se que a Elvira tem experiência empresarial ! Sabe como as coisas funcionam ! :)

Quanto a futurologia penso que a Teresa se vai tentar escapulir o mais depressa possível, que isso vai acicatá-lo (não será homem de aceitar um "não" e que a Luisa irá ter um papel preponderante em relação a ambos ! ...
Veremos ! :)

Abraço e bfds ! :)

Os olhares da Gracinha! disse...

E quando o olhar lampeja ... muito pode acontecer!!!
Bom sábado!

Edumanes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Edumanes disse...

Para viver confortavelmente,
a quem tudo tem nada faltará
disse, Luísa, prontamente
muito bem senhor volto já!

Tenha um bom fim de semana amiga Elvira, um abraço,
Eduardo.

Socorro Melo disse...


Ops! agora vamos ver o destrinchar dessa história. Preparando o coração, que vamos ter emoções!


AC disse...

Os episódios sucedem-se, mas a história teima em revelar consistência. Isso é bom, Elvira.

Abraço

Roaquim Rosa disse...

Boas
acho que vamos ter historia para mais uns bons capítulos, pois a autora está a deixar-nos impacientes mas assim é que bom.
BFS
JAFR

Prata da casa disse...

O mistério adensa-se. O que vai ele ver nos recursos humanos?
Bjn
Márcia

Cantinho da Gaiata disse...

Elvira, por ser fim de semana e com chuva, bem que podíamos ser presenteados com umas longas páginas.
Que será que vai fazer aos recursos?
Beijinho e bom fim de semana.

maria disse...

Não vai ser fácil...mas estou ansiosa pelo encontro de Teresa e Mário...

Evanir disse...

Boa Noite Amiga.
Espero o andar dessa história certamente
tomou café amargo o suficiente para deixar o
patrão mais esperto.
Acredito que na ingenuidade a secretaria
deixou rastros pelo caminho.
Duro agora é explicar o caixa tão baixo.
Com carinho e infinita saudades.
Feliz Domingo.
Muitos beijos.
Evanir.

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Oi Elvira, obrigado pela visita. Estarei acompanhando também a história. Abraço. Laerte.

Berço do Mundo disse...

O que irá ele lá fazer?

alegriadeviver.blogspot.com.br disse...

Bom dia Elvira, um chefe assim assusta,
Um chefe assim ate inibe a secretária que pode deixar de produzir o suficiente no trabalho.

Tenha uma linda tarde;
Abraço!

Dorli Ramos disse...

Oi Elvira
Ninguém aguenta um lampejo no olhar
Beijos no coração
Minicontista2