29.10.12

MANUEL OU A SOMBRA DE UM POVO PARTE XLVIII



 Gagarin foto do google

Janeiro de 1961, praticamente inicia-se com a ruptura diplomática entre Cuba e os E.U.
Ainda na primeira quinzena, um referendo em França aprova o processo de autodeterminação na Argélia.
Kennedy toma posse a 20 e três dias depois termina na Bélgica uma greve geral que durava à 33 dias.
Nesse mesmo dia 23 de Janeiro o Capitão Henrique Galvão, à frente de um grupo de militantes do DRIL (Directório Revolucionário Ibérico de Libertação Nacional) toma de assalto o paquete Santa Maria quando este navegava entre Curaçau e Miami e rebaptiza-o de Santa Liberdade. Pretendia dirigir-se a Angola, mas em vez disso acaba por desembarcar doze dias depois no Recife, onde o navio é entregue às autoridades brasileiras que o devolvem ao governo português. Galvão acaba por se entregar às autoridades brasileiras.
Se por um lado o país fervilhava de fervor revolucionário, por outro o medo tomava conta do povo. Por temor da PIDE, mas também por temor de uma guerra civil.
No final do mês os trabalhadores da firma Cotonang na Baixa do Cassange revoltam-se. A repressão é rápida e intensa, utilizando meios terrestres e aéreos. Segundo o MPLA, o saldo foram 10 000 mortos.
Na seca o pessoal anda apreensivo. Os mais antigos temem a guerra, lembram tempos antigos memórias de outras guerras. As mães temem que os seus filhos virem carne para canhão. Fala-se em surdina, que nunca se sabe se o camarada do lado é ”feijão-frade”, nome dado aos informantes da PIDE. As horas correm lentas, sem a alegria das cantorias femininas.
A 4 de Fevereiro, militantes do MPLA assaltam a casa de reclusão de Luanda. Sete baixas nas forças de Segurança. Diz-se que o Movimento Nacional Independente de Humberto Delgado está entre as forças do MPLA.
No dia seguinte, no funeral das vítimas, no cemitério novo de Luanda, há violentos incidentes, dos quais resultam cerca de 3 000 mortos. No dia 10 novo ataque em Luanda, desta vez à cadeia de S. Paulo.
A 12 é assassinado o  congolês Patrice Lumumba
A 23 Libéria promove reunião do Conselho de Segurança da ONU contra Portugal.
Dois dias depois é assinado o contrato para a construção da Ponte sobre o Tejo, e no dia seguinte Hassan II é o novo rei de Marrocos
Quase no final do mês Humberto Delgado no Brasil, faz pela primeira vez um ataque à política colonial do governo.
 A 5 de Março Paul-Henri Spaak abandona o cargo de secretário-geral da NATO, para regressar à actividade política belga, onde assumirá, a partir de 25 de Abril, o cargo de ministro dos estrangeiros
Depois de duas reuniões entre Elbrick, embaixador dos Estados Unidos e Botelho Moniz, Elbrick solicita uma audiência a Salazar.
A 14 vagas terroristas invadem o norte de Angola, sob o comando da UPA. Votação do Conselho de Segurança da ONU. USA e URSS votam contra a posição portuguesa. No dia seguinte a Finlândia associa-se à EFTA.
A imprensa do dia 17 relata os acontecimentos em Angola.
Vasco Lopes Alves Ministro do Ultramar parte para Angola a 23. 
As eleições legislativas da Bélgica acontecem a 26 e o resultado é a descida dos sociais-cristãos e subida dos comunistas e dos nacionalistas flamengos.
A 28 Salazar e Botelho Moniz encetam conversações.
O mês termina com a partida do pessoal do norte, pois a Safra está terminada. Na Seca ficarão como habitualmente o pessoal de manutenção ali residente, o gerente e os militares da guarda-fiscal.
Os primeiros dias de Abril foram muito movimentados a nível do governo, com reuniões, primeiro entre Botelho Moniz e Américo Tomás, depois Tomás e Soares da Fonseca, Ulisses Cortês e Santos Costa. Mais tarde Tomás e Salazar, e por fim Botelho Moniz pede a Tomás a substituição de Salazar.
 A 12 Tomás almoça com o Ministro do Exército, enquanto Kaulza de Arriaga, sem o prévio acordo de Moniz, põe várias unidades militares em regime de prevenção. Novas audiências de Tomás com Salazar, Botelho Moniz e Soares da Fonseca.
Nesse mesmo dia Iuri Gagarine a bordo da Vostok I, entra na história como o primeiro homem no espaço.
No dia seguinte dá-se a movimentação de várias personalidades do regime, lideradas pelo ministro da defesa, Júlio Botelho Moniz, e apoiadas pelo antigo presidente da república, Craveiro Lopes, visando afastar Salazar através de um golpe palaciano. Fala-se no regresso de Craveiro Lopes à presidência, com Marcelo Caetano a chefiar o governo. No dia 13, consuma-se o golpe de Botelho Moniz, com uma reunião na Cova da Moura entre os ilustres amotinados. Entretanto, previamente, Salazar remodelava o governo, assumindo Salazar a pasta da Defesa. Mário Silva, ministro do exército, com Jaime da Fonseca. Novo CEMGFA, Gomes de Araújo. Adriano Moreira assume a pasta do Ultramar. A explicação da remodelação era Angola: andar rapidamente e em força é o objectivo que vai pôr à prova a nossa capacidade de decisão. Esta movimentação ficou conhecida como a Abrilada.
Nesse mesmo dia Adriano Moreira é designado Ministro do Ultramar de Salazar, depois de ter sido subsecretário de Estado da administração ultramarina desde 3 de Março de 1960.
No dia 20 desse mês de Abril um grupo de exilados cubanos apoiados pelos serviços secretos americanos desembarca na Baía dos Porcos. A invasão destinava-se a derrubar Fidel Castro e repor a velha ordem, mas resultou num fracasso.
Nesse dia Manuel fazia 43 anos. Muitos anos de trabalho duro, de luta, de miséria…




21.10.12

MANUEL OU A SOMBRA DE UM POVO - PARTE XLVII



foto do Google


O mês de Junho começa com a segunda redução de direitos aduaneiros entre os seis.
A 8 desse mês Agostinho Neto é preso em Luanda. Várias manifestações de protesto são violentamente reprimidas. Dias depois Moisés Tshombé declara a independência do Katanga ou Catanga e acelera a guerra civil.
Pouco antes do meio do mês, De Gaulle propõe uma Argélia argelina ligada à França.
E a 16 dá-se a revolta de Mueda em Moçambique., da qual resultam cerca de 500 mortos.
Por essa altura no Barracão o Manuel encontrava-se a braços com um problema. O cunhado Luís, que ele trouxera da terra para cuidar dos filhos quando apenas tinha 9 anos e que crescera e fora tratado como um filho mais velho, enganara uma garota de 16 anos que se encontrava grávida. Assim sendo, Manuel não via outra alternativa que não fosse o casamento o mais rápido possível, mas o rapaz acabara a tropa havia dias, ainda não arranjara um trabalho fixo, e se os pais da garota não podiam ajudar, pois tinham mais 8 filhos, a vida dele não era melhor. Com a ajuda de uma vizinha idosa, que lhes cedeu parte da casa, de dois irmãos mais velhos da noiva, já a trabalhar e do irmão do noivo também a viver no barracão e a trabalhar na C.U.F., um pouco dos pais da noiva, e um pouco do Manuel, lá se fez o casório, e pouco depois o cunhado estava a trabalhar na Quinta do Anjo, e a mulher dava à luz uma linda menina.
A 20 de Junho os dois filhos do Manuel fazem anos. Nesse tempo, eles não comemoravam aniversário, já que o dia não era nem melhor nem pior do que os outros na maior parte dos anos.  Se havia uma galinha ou um coelho capaz de servir de refeição, o Manuel matava e a mulher fazia uma refeição um pouco melhor. Se não havia as crianças limitavam-se a “fazer anos”. Nesse mesmo dia Salazar encontrou-se com Franco, e realiza-se em Lisboa a primeira Feira Internacional de Lisboa. E o mês termina com a Independência do ex-Congo Belga.
A Independência da Somália a 1 de Julho é seguida de convulsões sociais em Itália.
 Por essa altura Eisenhower reduz em 95% as importações de açúcar cubano. A meados do mês Kennedy é designado pelos democratas candidato à presidência, proclamando o programa da nova fronteira e os Conselheiros soviéticos presentes na China são chamados a Moscovo.
Antes de o mês terminar, Fanfani regressa à presidência do governo italiano e De Gaulle e Adenauer encontram-se em Ramouillet para acordarem um projecto de concertação permanente europeia sobre a instituição de cimeiras.
Se o mês de Agosto em Portugal ficou marcado pela morte de Jaime Cortesão e pela visita dos reis da Tailândia a Lisboa, a nível internacional os jogos olímpicos de Roma, com inicio a 15 de Agosto, (os primeiros a terem cobertura directa pela TV, e que ficaram marcados pela morte do ciclista dinamarquês Knut Jensen, causada pelo excesso de estimulantes no sangue.) A Independência do Chipre no dia seguinte, a candidatura a chanceler de Willy Brandt e as várias Independências em África, como Daomé, Costa do Marfim, Chade e Gabão entre outras, chamaram a atenção do mundo.
Em Setembro surge no Porto para apoiar a candidatura da oposição nas eleições a Frente Eleitoral Independente. Um após outro, mais ou menos carregados os bacalhoeiros regressam à seca, e dentro em pouco iniciar-se-á nova safra. Nesse ano o Manuel foi o encarregado de avisar o pessoal que habitualmente trabalhava na seca e que morava em localidades vizinhas, como Barreiro, Baixa da Banheira, Alhos-Vedros, Santo António e Palhais.
Por esses dias o PAIGC envia declaração a Lisboa propondo negociações para a independência da Guiné e de Cabo Verde. Dias depois é aprovado o primeiro regulamento sobre o Fundo Social Europeu e a 23 Khruchtchev assiste a Assembleia Geral da ONU.
Com o mês de Outubro o mundo assiste à Independência da Nigéria no dia 1. E  à eleição de
Jânio Quadros como presidente do Brasil logo no dia 3.
No aniversário da República Tomás põe flores no túmulo de Manuel Arriaga nos Prazeres.  Mário Soares é de novo preso nesse dia. Ainda nesse dia um referendo na África do Sul aprova a saída da Commonwealth.
Com as comemorações Henriquinas em Outubro, são amnistiados Aquilino Ribeiro, Padre Abel Varzim e o comandante Moreira de Campos.
A 21 de Outubro de 1960, Portugal adere ao FMI
Em Novembro John Kennedy (um homem muito admirado pelo Manuel, vá-se lá saber porquê, já que os seus conhecimentos sobre ele e as ideias politicas, eram nulos) é eleito presidente dos E.U. da América.
E Dezembro ia a meio quando a Assembleia Geral da ONU aprova três resoluções contrárias à política colonial portuguesa.


Uma boa semana para todos.

14.10.12

MANUEL OU A SOMBRA DE UM POVO - PARTE XLVI


 Forte de Peniche. Foto do google


A década de 60 foi seguramente uma das mais que mais marcaram o século passado. Pelo despertar de consciências, pela aparição de novas ideologias, relativamente à sociedade e ao modo como ela se comportava. 1960 Foi o começo da contestação global das sociedades industriais avançadas, iniciadas pelos beatniks movimento a que os sociólogos norte americanos deram nome de contra-cultura. Foi o tempo de contestação ao poder militar e industrial, das manifestações contra a Guerra do Vietname, da defesa de minorias, da proposta de nova ordem social, mais justa e menos competitiva. Foi o despertar da consciência ecológica, e da libertação feminista. Foi o tempo do “Faz amor, não a guerra”da explosão da música rock, da utopia, e do consumo em larga escala de drogas.
   Pese todas estas convulsões, quem porém visitasse a Seca do Bacalhau, onde a par do Manuel e mulher se moviam cerca de 4 centenas de pessoas, vindas essencialmente do norte do país, mas também de outras regiões, como Alentejo e Algarve, não notaria qualquer diferença em relação aos anos anteriores. Ali as pessoas viviam como que num mundo à parte, onde a única preocupação era que não chovesse, para que tivessem todos os dias trabalho e pudessem pôr na mesa um prato de sopa.
O dia 1 de Janeiro de 1960 começa com a Independência dos Camarões. Dois dias depois, Álvaro Cunhal está entre os militantes comunistas que se evadem da cadeia de Peniche. No dia seguinte é assinada a Convenção de Estocolmo que institui a EFTA. Portugal está entre os fundadores, ao lado da Áustria, Dinamarca, Noruega, Reino Unido Suíça e Suécia.
Em 13 de Janeiro Antoine Pinay abandona o governo francês, e na Argélia acontece uma semana de barricadas.
No velho casarão, Manuel recebe um recado para ir falar com a professora do filho, que o informa de que o filho está bem preparado para avançar e sendo assim vai fazer as passagens da 1ª e 2ª classe. Na verdade o catraio revelou-se muito inteligente e tinha absorvido bem os ensinamentos anteriores. Agora que o problema da fala estava ultrapassado e a professora o entendia, dava-se conta que ele podia avançar, caso claro fizesse bem as provas de passagem, coisa de que ela estava convencida. Manuel regressou a casa todo contente.
A meados do mês seguinte a URSS compromete-se a comprar um milhão de toneladas de açúcar cubano por ano, e a 24 do mesmo mês o governo italiano de Segni demite-se
Em Março, Mário Pinto de Andrade, Lúcio Lara, Viriato Cruz, Amílcar Cabral, e Hugo Meneses unem esforços e formam uma Frente Revolucionária Africana para a Independência Nacional das Colônias Portuguesas. Nesse mesmo mês, é privatizada a Volkswagen, e na Itália é eleito um novo governo, apenas com democrata-cristãos, sob a presidência de Fernando Tambroni.
Khruchtchov visita a França, e pela primeira vez na história da Igreja é nomeado um cardeal negro
Na Seca os navios já partiram, e o grosso dos trabalhadores também. A safra chegará ao fim com a saída do último fardo de bacalhau e já não falta muito para isso.
A 5 de Abril, De Gaulle visita o Reino unido. Frantz Fanon brilhou na II Conferência de Solidariedade Afro-Asiática em Conakry. Surge em França o Partido Socialista Unificado.
As minas de Aljustrel e a sede do sindicato são ocupadas por mineiros em greve. Cerca de uma centena de detidos é o resultado.
 Brasília é elevada a capital do Brasil, e antes do término do mês, dá-se a Independência do Congo Brazzaville, do Mali e Togo
Em Portugal, o dia do Trabalhador, é comemorado com greves de protestos. E a nível internacional, a URSS abate o avião-espião U2 norte-americano tornando maior a tensão entre as duas potências.
A 3 entra em vigor a EFTA, e dias depois é decidida a aceleração do mercado comum industrial; os seis concordam também em estabelecer uma tarifa externa e a adoptar o calendário das decisões quanto à política agrícola; criação do Fundo Social Europeu.
A cimeira de Paris entre Eisenhower, Khruchtchev, De Gaulle e MacMillan, resulta num fracasso.
Portugal recebe as visitas de Sukarno e de Eisenhower com poucos dias de intervalo.
Dehousse propõe no Parlamento Europeu um projeto de convenção sobre o método de eleição direta.
E a 27 de Maio dá-se o golpe de estado militar na Turquia.

6.10.12

MANUEL OU A SOMBRA DE UM POVO - PARTE XLV



 Foto da biblioteca de Arte- Fundação Calouste Gulbenkian


Ainda nesse mês de Maio é publicada a obra-prima de Virgílio Ferreira, Aparição.
Em Junho, os sete membros não CEE da OECE começam a estudar em Saltjosbaden, nos arredores de Estocolmo, um plano sueco sobre o desarmamento aduaneiro progressivo.
Adenauer, que estava para se candidatar à Presidência da República, prefere manter-se como chanceler, com prejuízo para Ludwig Ehrard
Dias depois a URSS denuncia acordo de cooperação atómico com a República Popular da China
Em Julho a Espanha é admitida na OECE, seguindo-se medidas de abertura do Mercado Comum. No barracão, depois de uma conversa com o irmão e cunhada, o Manuel decide que a filha do meio vai estudar. A miúda fez os exames de 4ªclasse e admissão com distinção, ganhou uma pequena bolsa de estudos, o tio forneceria o que mais fosse preciso, e a tia comprometeu-se a dar algumas roupas da prima para que ela não fosse “a vergonha da escola” Claro que a mãe teria que as adaptar ao corpo da miúda bem mais nova e mais franzina do que a prima. Além disso a prima também ajudaria dando algumas explicações se a miúda precisasse. Ainda assim Manuel interrogava-se sobre a justiça de dar àquela filha a possibilidade que uma vida que os outros dois não teriam.
A 3 de Agosto dá-se a Revolta do Pidjiguiti em Bissau, com repressão de estivadores no porto de Bissau, ponto de partida para a guerrilha na Guiné. Segundo os dados do PAIGC, cerca de 50 mortos e cem feridos.
 No final do mês surge a Lei nº 2 100. A eleição do Presidente da República passa a ser feita por colégio eleitoral.
Setembro chegou e com ele a Seca começa de novo a preparar-se para a safra. Chegam os primeiros trabalhadores os navios estão também a chegar.
A filha mais velha do Manuel acaba de fazer 12 anos. É quase uma mulher e o Manuel não a quer sozinha em casa. Pede ao capitão Ramalheira, trabalho para ela na Seca, mas ele diz-lhe que com menos de 14 anos não. Mas se o Manuel não se importar ela pode ir para a quinta. Lá pode ajudar cuidando que a vaca não pare na nora, ou fazendo algum recado aos caseiros. Terá almoço e uma pequena gratificação. Claro que o Manuel aceita. Afinal de contas lá vai decerto comer melhor do que em casa.
 E é assim que enquanto a Lunik 2 atinge a lua, e o De Gaulle reconhece o direito à autodeterminação da Argélia na Seca recomeça a Safra com a descarga do Creoula.
Em Outubro é aberto um processo judicial contra Aquilino Ribeiro pela publicação do romance Quando os Lobos Uivam, acusado de criticar o Estado Novo face ao processo de expropriação dos baldios.
Em Novembro Humberto Delgado visita Londres a convite dos trabalhistas. Visita também a Holanda, mas não obtém autorização para visitar outros países ocidentais.
No inico de Dezembro aconteceu um verdadeiro milagre no velho barracão.  Um dia o filho regressou da escola e ao saudar o pai, eis que sai um “paizinho” alegre e sonoro. Emocionado o Manuel sentou o filho no colo e começou a perguntar-lhe várias coisas para ver como o miúdo se expressava. E o gaiato fazia-o corretamente. Toda a vida Manuel atribuiu o milagre a Nª Senhora da Conceição que se festejaria no dia seguinte.
E quase a terminar o ano, mais precisamente a 29 de Dezembro é inaugurado o sistema de transportes públicos do Metropolitano de Lisboa, na altura consistia numa linha em Y constituída por dois troços distintos, Sete Rios (atual, Jardim Zoológico) – Rotunda (atual, Marquês de Pombal) e Entre Campos – Rotunda (Marquês de Pombal), confluindo num troço comum, Rotunda (Marquês de Pombal) – Restauradores


AGRADEÇO A TODOS OS QUE ME TÊM INCENTIVADO A CONTINUAR ESTA HISTÓRIA QUE É EM PARTE RECONHECIDA POR MUITOS, E DESEJO A TODOS UM BOM FIM DE SEMANA