22.1.11

SINDROME DA APNEIA DO SONO



Apneia do sono.
Decerto já ouviram falar de Apneia de sono. E decerto conhecem pessoas que andam sempre cansadas e adormecem em qualquer lado. Essas pessoas têm fortes probabilidades de sofrerem de Apneia do sono. Mas o que é a Apneia do sono? A Apneia do sono é uma desordem comum que pode ser muito séria. Durante a Apneia do sono a respiração pára enquanto a pessoa dorme. Cada pausa na respiração dura geralmente entre 10 a 20 segundos, ou mais. Essas pausas podem ocorrer de 20 a 30 vezes ou mais a cada hora.
Regra geral a pessoa que sofre de Apneia, não tem noção disso. É quase sempre a esposa ou o marido que dão por isso. Na maioria das vezes a pessoa em causa ronca enquanto dorme, mas nem sempre isso acontece.
Qualquer fenómeno que provoque estreitamento ou oclusão da passagem de ar pelas vias aéreas superiores pode causar Apneia do sono: obesidade, crescimento das amígdalas, malformações da mandíbula ou da faringe, hipertrofia da língua (como ocorre na síndrome de Down), tumores, hipotonia dos músculos da faringe ou falta de coordenação dos músculos respiratórios.
O ser humano precisa de umas horas de sono bem dormidas para se recompor do gasto diário de energia e retemperar forças. Alguns precisam de mais horas que outros. Mas todos temos que ter um sono regular. Quando uma pessoa sofre de Apneia e não é tratada, podem ocorrer vários problemas de saúde. Estudos recentes mostram que 70 a 90% das pessoas com Apneia sofrem de hipertensão arterial. E que esta está associada ao aumento de enfarte de miocárdio, arritmias cardíacas, depressão, irritabilidade, dificuldade de concentração e perda progressiva da memória, e até isquémia miocárdia e morte súbita nocturna.
Posto isto verifica-se que a Síndrome de Apneia do Sono é uma doença grave que deve ser levada muito a sério e tratada de forma conveniente.
Então que fazer? Procurar o médico e expor o problema. Ele mandará fazer um estudo do sono (Polissonografia) para confirmação do diagnóstico. Depois o tratamento dependerá do doente e da origem da Apneia. Se esta se deve a hipertrofia das amígdalas e adenóides uma cirurgia pode resolver o problema.
O tratamento mais indicado numa grande parte dos pacientes é a prótese ventilatória-CIPAP ou BIPAP, que consiste na aplicação de uma pressão positiva contínua (mediante um compressor de ar e máscara nasal ou oral-nasal) que mantém permeável a via aérea superior, impedindo o seu colapso principalmente na fase inspiratória
Resolvido o problema físico ocorre-me perguntar. E o resto? Quem cura o paciente de Apneia, da vergonha que é deitar-se todos os dias junto da pessoa que ama transformado num E.T?